Três líderes ao final de duas rondas

 

Equilíbrio, golos e muita emoção. Foi assim a segunda jornada do Grupo B do torneio de futsal Luís Gouveia, que chegou ao fim com três líderes na frente da classificação.

Intermarché PAN e o Clube Bonjardim deram o pontapé de saída nesta ronda. E, tal como se perspectivava, o equilíbrio foi a palavra de honra, com oito golos a fixarem um empate a quatro bolas, com o ponto a servir para o Intermarché PAN subir à liderança.

Ao seu lado, o Intermarché PAN tem outros dois adversários, um deles a Macieira, que também já soma quatro pontos em duas rondas. A primeira vitória no torneio, contudo, teve muito suor, dado que a ADOC vendeu cara a derrota por 4-5.

O último jogo colocou frente a frente Maljoga e FUS, aquele que foi o jogo com mais golos, 13, mas também com menos história, dada a vitória expressiva da Maljoga por 10-3. Duarte Lopes foi o mais inspirado, com três golos, essencial para a sua equipa somar a primeira vitória, igualando o Intermarché PAN e a Macieira na frente da tabela.

Vice-campeão já na frente isolado

O Talho Simões, vice-campeão na edição do ano passado, começa a destacar-se em 2020, somando nova vitória nesta segunda jornada, isolando-se na frente do torneio, no Grupo A.

Depois dos três pontos conquistados na abertura, este fim de semana um triunfo sobre o Pampilhal, por 3-1, foi o suficiente para se isolarem no Grupo A, beneficiando dos outros resultados da jornada.

Se o Rancho Bonjardim entrou com pé direito na primeira ronda, este fim de semana conheceu o sabor amargo da derrota aos pés da Ilumisilva, por 1-5. Naquele que foi o primeiro jogo da formação vitoriosa, Pedro Custódio esteve em destaque com um hat-trick.

Quem ainda não sabe o que é vencer é a St. Codiceira, que somou por derrota o segundo jogo da competição, desta feita diante do Carvalhal, por 0-2, que venceu pela primeira vez este ano.

Grupo B entra a todos o gás: 25 golos

Golos e mais golos. Foi assim que o Grupo B deu o pontapé de saída na edição deste ano do torneio Luís Gouveia. Com um total de 25 festejos, os jogadores garantiram animação a quem assistiu aos três embates do fim de semana.

O embate de arranque foi, curiosamente, o mais equilibrado, com um empate a três golos entre Macieira e Maljoga.

Seguiu-se depois o confronto com mais golos, um total de dez. O jogo até foi equilibrado, com o triunfo a cair para ADOC, por 6-4, apesar da boa resistência dada pelo Clube Bonjardim. Paulo Lopes, com um hat-trick, revelou-se determinante para a ADOC.

Para último ficou guardada a goleada desta ronda. Com nove golos apontados no total, oito foram para o Intermarché PAN, que não deu hipóteses ao FUS. Neste embate destacou-se João Filipe, autor de três golos para os forasteiros.

Favoritos entram com o pé direito

E já arrancou a XXIII edição do Torneio de Futsal Luís Gouveia, este ano com algumas alterações face aos anos anteriores, concretamente no que ao nome das equipas diz respeito. Mas se os nomes mudaram, os favoritos, aparentemente, continuam os mesmos, com o campeão em título, este ano conhecido como Hugo Nunes Automóveis, a começar com o pé direito.

Com o objetivo de reconquistar o título, os campeões, que no ano passado foram ‘batizados’ com o nome Stand V. Nunes, tiveram de suar para vencer a Ilumisilva, que esta época conheceu nova identidade também, dado que em 2019 participaram como Pé de Café. 2-1 foi o resultado final, naquele encontro que fechou a jornada.

Emocionante foi também o Carvalhal-Rancho FC, com nove golos marcados. Carlos Cardoso, do lado dos visitantes, foi o herói da partida ao apontar três golos, decisivos para o triunfo do Rancho FC por 5-4.

A abrir a jornada, o Talho Simões, tal como no ano passado, onde foi vice-campeão, voltou a demonstrar muito poder de fogo, carimbando a goleada da jornada, por expressivos 4-1 sobre o CCRDSt. Codiceira, demonstrando também eles o favoritismo para a edição deste ano.

Stand V. Nunes é o campeão, mas teve de sofrer

E já temos campeão na edição deste ano do Torneio. O Stand V. Nunes bateu o campeão em título Talho Simões, mas teve de sofrer para levar o troféu para casa.

A decisão foi mesmo levada para prolongamento, dado que no final do tempo regulamentar o resultado estava fixado numa igualdade a um golo. Sofria-se para ver quem era o campeão na edição de 2019, mas o Stand V. Nunes acabou por ter mais ‘pernas’ no tempo extra, marcando mais dois golos e fixando o resultado em 3-1.

Antes da partida decisiva houve lugar também à disputa do terceiro lugar, com o Pé de Café a conquistar o último lugar do pódio, batendo a Macieira por 4-2.

Mas se o Pé de Café levou para casa ‘apenas’ o terceiro lugar, no que diz respeito aos prémio individuais foi o grande vencedor, com André Farinha a receber a distinção de Melhor Marcador e Ismael Carrulo o de Melhor Jogador. O Melhor Guarda Redes foi André Lopes, da Macieira.

Uma palavra também para a equipa da Maljoga, que levou para casa o troféu de Fair-Play.